VOLTAR AO TOPO
Professor da FMIt publica mais um artigo internacional
O Artigo foi publicado na International Urogynecological Journal
Assessoria de Comunicação e Marketing AISI/FMIt/HE 11/05/2015 16:16

               Continuando sua linha de pesquisa, “Biomateriais aplicados a Urologia e Disfunções Miccionais”, o Professor Titular da Disciplina de Urologia da Fac. Medicina de Itajubá (FMIt), Dr. Rodrigo Teixeira Siniscalchi, teve seu artigo intitulado: “Tela de polipropileno revestida com colágenos altamente purificado pode modular reações inflamatórias e fibroblásticas? Analise imunohistoquimica em ratos” (“Can highly purified collagen coating modulate polypropylene mesh immune-inflammatory and fibroblastic reactions? Immunohistochemical analysis in a rat model”) publicado na International Urogynecological Journal (Volume 26, Issue 4, April 2015,ISSN: 0937-3462), uma conceituada revista indexada no Pubmed e classificada como fator de impacto 2,161. 
             O trabalho experimental, realizado juntamente com docentes da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP/SP), teve como objetivo verificar, de forma inédita, através de uma análise imuno-histoquimica os efeitos de revestimento de gel de um colágeno, previamente desenvolvido e patenteado pelos autores, em telas de polipropileno habitualmente utilizadas no tratamento dos prolapsos genitais feminino. 
               “O estudo Imuno-histoquímico é uma técnica complementar que auxilia  o médico no diagnóstico correto de um material biológico analisado. A Imuno-histoquímica se refere ao processo de localizar antígenos (ex. novos vasos, proteínas) em tecidos, explorando o princípio da ligação específica de anticorpos (células de defesa do organismo) a  esses antígenos no tecido biológico.                 O nome da técnica provém das raízes "imuno", em referência aos anticorpos utilizados no procedimento, e "histo", significando tecido. Neste artigo a análise imuno-histoquímica foi realizada utilizando anticorpos específicos, a fim de avaliar  resposta imunológica (interleucina 1− IL-1); o metabolismo do colágeno (matriz metaloproteinases 2 e 3, MMP-2 e MMP-3); a angiogênese (formação da novos vasos: antígeno de superfície CD-31) e a necrose tecidual (células mortas: fator de necrose tumoral, TNF-α)”, contou Dr. Rodrigo

  O trabalho concluiu que o revestimento de telas de polipropileno com colágeno altamente purificado causa significativas mudanças na angiogênese e na reação imune de metaloproteinase ao seu redor. Estes resultados podem ser úteis para melhorar a biocompatibilidade das telas em cirurgia do assoalho pélvico caso tais efeitos possam ser devidamente controlados.

               “Afirmo a importância da cooperação Interinstitucional da Faculdade de Medicina de Itajubá com outras Universidades. 'Sonho que se sonha só é só um sonho que se sonha só, mas sonho que se sonha junto é realidade'.

 

Divulgação

AISI/Faculdade de Medicina: (35) 3629-8700 Hospital Escola: (35) 3629-7600

AISI - Institucional

234942 Visitas
3 Online

Associação de Integração Social de Itajubá Av. Renó Júnior, 368 | São Vicente | CEP 37502-138| Itajubá - MG